Pular para o conteúdo principal

1x01 Série Eu Creio - Eu amo Maria, mas ela não era perfeita



Se eu te disser que mulher nenhuma presta, eu provavelmente seria taxado como louco e diversos outros tipos de coisa (principalmente por aqueles que não leem a Bíblia), mas quando eu demonstro que isto não é simplesmente uma mera ideia mim mas uma “paráfrase” de um texto bíblico as coisas mudam, foi o sábio Salomão que escreveu isto; “causa que ainda busco, mas não a achei; um homem entre mil achei eu, mas uma mulher entre todas, essa não achei.” (Ec 7:28 JFA), Salomão buscava por justos, e diz que entre todas as mulheres não achou uma sequer (ou entre tantas dependendo da versão), enquanto entre muitos homens ele achou um, essa é uma constatação bem real, por mais que Salomão vivesse ainda por mil anos ou mais ele ainda não acharia uma mulher sequer que fosse justa, a realidade é que nenhuma é, Salomão constatou neste momento a depravação do homem, e se você não entender a doutrina do Pecado Original e da Depravação Total certamente não conseguirá compreender o que ele disse, mas calma que eu te explicarei essa situação.

“Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.” (Rm 3:10-12)

“Do céu, olha Deus para os filhos dos homens, para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; não há quem faça o bem, não há nem sequer um.” (Sl 53:2-3)

O Apóstolo Paulo e o Salmista Davi nos permitem compreender melhor as palavras de Salomão, são palavras fortes mas bem verdadeiras, a verdade é que não somente não existe mulher alguma que seja justa mas como também não existe homem justo, na verdade somente um, se Salomão procurasse por mais homens justos entre todos este número permaneceria sendo um, mas isto explicarei mais para frente, não foi a toa que comecei com uma certa “polêmica” sobre não existir qualquer mulher que seja justa.

Existe um “mito” compartilhado por muitos de que Maria era “impecável” e que assim se Salomão tivesse encontrado com ela finalmente teria encontrado uma mulher justa, mas não é assim que as coisas são, não me interprete mal, eu não odeio Maria como falsamente sou acusado por muitos católicos romanos, pode ser sim que existam protestantes a odeiem mas não é o meu caso, eu a amo como irmã em Cristo, e a respeito como uma personagem importante da História do Cristianismo mas ela não era perfeita.

Maria também foi “alvo” do pecado Original e da Depravação da humanidade, alguns argumentam que não poderia o “impuro” gerar o puro, mas esta é uma questão fácil de se resolver, aonde acha que o Espírito Santo entra nesta História?, a importância de reconhecermos o nascimento virginal de Cristo por obra do Espírito Santo é justamente isto, o Espírito Santo de Deus impediu que Jesus fosse contaminado pelo pecado original que também habitava em Maria e nascesse sendo a única exceção a regra, o único Justo.

Existem muitos que defendem uma eterna virgindade de Maria e posteriormente uma Ascensão aos céus como foi com Cristo também, ambos os casos não tem fundamento bíblico, talvez possa encontrar fundamentos históricos, mas bíblicos não, a Bíblia afirma que Jesus teve irmãos, e analisem bem a linguagem do Apóstolo Mateus, “Contudo, não a conheceu, enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus.” (Mt 1:25), conseguem enxergar?, José não a conheceu enquanto Jesus não “nasceu”, mas porque é que o Apóstolo escrevendo isto mais de trinta anos após este acontecimento utilizaria esta linguagem? e não algo que colaborassem para a ideia de que ela permaneceu virgem perpetuamente? a resposta é óbvia, José só a “conheceu” ou melhor dizendo “teve relações sexuais com ela” após o nascimento de Jesus!, é uma interpretação tão simples que não sei como alguns não conseguem enxergar, enfim não existe base bíblica para afirmar que Maria fosse perfeita muito menos para afirmar que ela foi perpetuamente virgem e posteriormente assunta aos céus como Cristo o foi.

Maria foi uma personagem importante da História do Cristianismo, mas analisem a reação de Jesus após o comentário de uma “católica romana” “Bem-aventurada aquela que te concebeu, e os seios que te amamentaram!” (Lc 11:27b), óbviamente a mulher não era uma católica, mas elogiava Maria da mesma maneira que muitos dos católicos fazem, mas olhem a reação de Jesus “Ele, porém, respondeu: Antes, bem-aventurados são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam!” (Lc 11:28), Jesus não colocou Maria em uma patamar superior como muitos o fazem, na verdade mostrou que aqueles que ouvem a palavra de Deus e a guardam são tão bem-aventurados quanto ela ou até mais!

Enfim, se você ler a Bíblia somente sem o auxílio de textos extra-bíblicos não encontrará fundamentos para um tratamento especial e diferenciado para Maria, como eu disse, eu a amo, assim como tenho de amar todos meus irmãos e irmãs em Cristo, mas ela não foi perfeita e infalível como alguns pregam, o Pecado original a contaminou assim como contaminou todas as mulheres e é por isto que a afirmação “Nenhuma mulher presta” encontra fundamento bíblico, porém “Nenhum homem presta também” ou melhor dizem Somente um homem presta, e este é Jesus, o único que não conheceu pecado, e por obra Miraculosa do Espírito Santo nasceu da virgem Maria sem ser contaminado pelo Pecado Original…

Link para o próximo Texto:
http://textoscristaossolideogloria.blogspot.com.br/2017/08/1x02-serie-eu-creio-o-dia-em-que-eu.html (1x02: O dia em que eu morri)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

1x01 Série sobre a Graça Comum, Aprendendo com o exemplo do Jiraya

Jiraya é um dos personagens do Anime Naruto, ele é um dos 3 Densetsu no Sannin, que seria traduzido “Ninja Lendário”, um título e tanto que o coloca entre os personagens mais fortes e respeitados de sua Aldeia, mas apesar de seu importante título, a vida de Jiraya foi cheia de “fracassos” como ele percebeu pouco antes de sua morte.

Desde sua infância ele foi rejeitado por diversas vezes por sua colega de equipe Tsunade recebendo diversos foras e pancadas dela, enquanto isto seu outro amigo e colega de equipe trilhou um caminho de escuridão o qual ele não pode impedir.
Seu mentor perdeu a vida lutando contra ninguém menos que seu amigo citado anteriormente, e Jiraya foi incapaz de protegê-lo.
um de seus pupilos perdeu sua vida para proteger a Aldeia onde eles vivem e Jiraya também não estava lá para ajudá-lo, outro de seus aprendizes se tornou o líder da organização mais perigosa do mundo, foi tentando impedir que este aprendiz continuasse com seus terríveis planos que Jiraya acabou morre…

1x04 Série Sobre a Graça Comum - Inimigos poupados podem se tornar futuros aliados

Quarto Capítulo da Primeira Temporada da Série sobre Graça Comum, desta vez o personagem escolhido é Vegeta

Vegeta é o príncipe dos Sayajins (uma raça guerreira do anime e mangá Dragon Ball que quase foi exterminada após seu planeta ser destruído).

A princípio surge como um vilão, um poderoso inimigo quase que invencível para o protagonista e seus amigos naquele momento da História, mas com grande esforço ele é derrotado, talvez este fosse o fim de mais uma vilão qualquer, mas ainda não era o fim da História dele ali, Kuririn (amigo do protagonista) estava prestes à desferir um golpe fatal em Vegeta que mal conseguia se mover, porém, Goku o protagonista deste anime não deixou que ele fizesse isto, e permitiu que Vegeta fosse embora.

Muitos são seus erros, ele tem uma natureza bem arrogante e como ele mesmo disse em certo momento; “Meu coração é pura maldade.” E o que será que nós podemos aprender com este arrogante príncipe dos sayajins?, acredite, uma lição muito importante, ainda demor…