Pular para o conteúdo principal

SGC #40 - Aprendendo com o exemplo de Roronoa Zoro


Apresento a vocês mais um membro da tripulação do protagonista de One Piece, dessa vez o personagem escolhido foi Zoro, a princípio apesar de gostar do personagem pensei que ele não poderia fazer parte desta lista mas depois analisando melhor o personagem vi que realmente existe uma preciosa lição que podemos tirar de sua História.

Roronoa Zoro é praticamente o braço direito de Luffy (Protagonista de One Piece), e seu objetivo é se tornar o melhor espadachim do mundo, logo em uma de suas primeiras aventuras ele encontra Dracule Mihawk o atual melhor espadachim do mundo de One Piece, e o que Zoro faz?, a escolha mais sensata para muitos seria fugir ou tentar não criar nenhum problema com ele, mas Zoro fez diferente o desafiou, como disse ele tem um objetivo, se tornar o melhor espadachim de todos e tinha diante dele o homem que tinha este título.

Por mais que parecesse loucura ele viu ali uma chance de tentar conseguir alcançar seu sonho, mas como era esperado ele quase morreu, este momento a princípio eu enxergava apenas como insensatez do Zoro mas com o tempo acabei me lembrando de um acontecimento bíblico, existe na Bíblia um homem que tinha um objetivo que era alcançar uma bênção e enfrentou um adversário extremamente poderoso que ele e que se quisesse poderia tê-lo matado facilmente, estou aqui falando de Jacó, pode até fazendo sentido para um crente “enfrentar” um demônio ou algo do tipo, mas Jacó enfrentou um Anjo de Deus!, ele tinha um objetivo e para alcançá-lo desafiou um inimigo que ele não tinha chance alguma, por fim tanto Zoro quanto Jacó acabaram sobrevivendo porém seus combates deixaram marcas, Zoro ficou com uma cicatriz deixada por Mihawk e Jacó passou a mancar por conta de um ferimento em sua coxa.

No combate contra Mihawk, Zoro ganhou o reconhecimento do Espadachim e muito tempo depois este “reconhecimento” foi importante para que conseguisse ser treinado por ele, uma ótima oportunidade para Zoro de chegar ao seu objetivo, treinando com o melhor, e Jacó conseguiu a benção que tanto queria, a lição que quero trazer aqui é que para alcançar o que queremos ou certas bençãos em certos momentos teremos que fazer coisas aparentemente “insensatas”, muitos fogem de certas oportunidades por acharem que está difícil demais, mas ao mesmo tempo que fogem de certas dificuldades eles estão fugindo também de certas bênçãos e recompensas.
(Zoro sendo derrotado por Dracule Mihawk)
Após a derrota contra Mihawk, Zoro decidiu “que nunca mais iria perder” dizendo que preferia morrer ao invés de perder um combate, existe um pouco de orgulho nesta ideia que é errada, mas é possível adaptarmos elas para o viver Cristão, em sua luta contra o pecado o cristão deve preferir “morrer” do que perder para ele, estar disposto a lutar o máximo que conseguir e não desistir mesmo que estejamos diante de inimigos poderosos, ou então como Davi que não temeu lutar contra Golias simplesmente sabia que devia fazer isto e foi!, o exemplo de Davi é interessante porque Golias apareceu desafiando os israelenses por 40 dias e 40 noites, e neste tempo não apareceu sequer um que aceitasse seu desafio, enquanto Davi logo após saber do desafio do gigante o aceitou e foi enfrentá-lo, o resultado todos nós sabemos, ele venceu! e conquistou certas bênçãos que não teria conseguido se não o tivesse enfrentado.

Ainda existe mais um ponto do qual podemos tirar proveito da história de Zoro, em determinado momento do anime ele e seus companheiros estavam muito feridos, e um “quase” inimigo com uma habilidade especial deu-lhe a oportunidade de levar a dor e os ferimentos de seu capitão que estava extremamente ferido após um combate, e em uma atitude bem cristã Zoro aceita tomar sobre si as dores deles, por mais que não posso tomar literalmente as “dores” dos outros como Zoro fez, somos exortados pelo Apóstolo Paulo a “Levai as cargas uns dos outros e, assim, estareis cumprindo a Lei de Cristo” (Gl 6:2), muitos em situações parecidas com a de Zoro poderiam pensar “eu já tenho os meus problemas, minhas dores e ferimentos para preocupar não posso ficar perdendo meu tempo com os dos outros”, mas o cristão é sensível ao problema do seu próximo e está disposto sempre a ajudá-los e também de compartilhando dos momentos do seu próximo “alegrar com os que se alegram; e chorar com os que choram” (Rm 12:15)
(Situação do Zoro após receber sobre si todos os ferimentos de seu Capitão)
Esteja disposto a enfrentar inimigos e desafios difíceis não somente em proveito próprio e para alcançar o seu objetivo mas também para ajudar o seu próximo e seus irmãos na fé, e existe também alguém que eu não poderia deixar de citar que fez o mesmo que Zoro porém por uma quantidade muito maior de pessoas, este é Jesus, ele “Verdadeiramente tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si…” (Is 53:4), ele tomou sobre si uma quantidade enorme de dor, que era suficiente para conduzir todos nós para o inferno e nos salvou sofrendo a punição da Ira e Justiça de Deus em nosso lugar, por mais que não possamos fazer exatamente o que o Zoro fez e muito menos o que Jesus fez, podemos imitar, principalmente o exemplo de Cristo afinal de contas somos exortados a sermos imitadores de Cristo.

Que tenhamos a mesma coragem que Zoro teve para correr atrás de nossos objetivos assim como Jacó e Davi também estavam dispostos à enfrentar até mesmo poderosos inimigos, porém ao mesmo tempo não sejamos egoístas fazendo isto pensando apenas em nós mesmos e esquecendo dos demais, oro para que Deus nos ajude a carregar não somente as nossas cargas mas sermos capazes de cumprir o mandamento de ajudarmos os outros a carregarem suas cargas também, uma pessoa que pensa somente em si mesma pode ser muitas coisas, menos uma cristã genuína afinal os mandamentos podem ser resumidos em dois principais, em um não temos como cumprir sem pensar em Deus e no outro não somos capazes de cumprir sem pensar no nosso próximo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Série 95 Teses, Tese 18 - Eu amo Maria, mas ela não era perfeita

Se eu te disser que mulher nenhuma presta, eu provavelmente seria taxado como louco e diversos outros tipos de coisa (principalmente por aqueles que não leem a Bíblia), mas quando eu demonstro que isto não é simplesmente uma mera ideia mim mas uma “paráfrase” de um texto bíblico as coisas mudam, foi o sábio Salomão que escreveu isto; “causa que ainda busco, mas não a achei; um homem entre mil achei eu, mas uma mulher entre todas, essa não achei.” (Ec 7:28 JFA), Salomão buscava por justos, e diz que entre todas as mulheres não achou uma sequer (ou entre tantas dependendo da versão), enquanto entre muitos homens ele achou um, essa é uma constatação bem real, por mais que Salomão vivesse ainda por mil anos ou mais ele ainda não acharia uma mulher sequer que fosse justa, a realidade é que nenhuma é, Salomão constatou neste momento a depravação do homem, e se você não entender a doutrina do Pecado Original e da Depravação Total certamente não conseguirá compreender o que ele disse, mas cal…

95 Teses para a Igreja Moderna

No Dia 31 de Outubro de 1517 Martinho Lutero fixou suas 95 Teses na porta de Catedral de Wittenberg, eram 95 pontos que ele considerava necessários e importantes para a Igreja daquela época e por isto tinha o desejo de debater sobre elas com seus opositores, enfim, este acontecimento marca o início da Reforma Protestante, e por conta de estarmos próximos do Aniversário de 500 Anos deste dia, resolvi escrever as minhas 95 Teses, abordando temas relevantes para a Igreja Moderna, cada uma delas visa corrigir erros que uma ou mais denominações não somente protestantes, como também da demais que se consideram cristãs acabam caindo nos dias de hoje.
1. Salvação não se perde.
2. Devorador é apenas um gafanhoto não um demônio, além disto ele não é culpado por você gastar mais do que deveria. 3. Todos os crentes são chamados de santos, não somente os mais ilustres deles. 4. Objetos Ungidos são apenas a versão moderna das indulgências do passado, não tendo nenhum tipo de efeito mágico miraculoso. 5.…

SGC #1 - Aprendendo com o exemplo do Jiraya

Jiraya é um dos personagens do Anime Naruto, ele é um dos 3 Densetsu no Sannin, que seria traduzido “Ninja Lendário”, um título e tanto que o coloca entre os personagens mais fortes e respeitados de sua Aldeia, mas apesar de seu importante título, a vida de Jiraya foi cheia de “fracassos” como ele percebeu pouco antes de sua morte.

Desde sua infância ele foi rejeitado por diversas vezes por sua colega de equipe Tsunade recebendo diversos foras e pancadas dela, enquanto isto seu outro amigo e colega de equipe trilhou um caminho de escuridão o qual ele não pode impedir.
Seu mentor perdeu a vida lutando contra ninguém menos que seu amigo citado anteriormente, e Jiraya foi incapaz de protegê-lo.
um de seus pupilos perdeu sua vida para proteger a Aldeia onde eles vivem e Jiraya também não estava lá para ajudá-lo, outro de seus aprendizes se tornou o líder da organização mais perigosa do mundo, foi tentando impedir que este aprendiz continuasse com seus terríveis planos que Jiraya acabou morre…