Pular para o conteúdo principal

O Dia em que eu Morri

Como é que chegamos na situação do texto anterior de não haver nem sequer uma mulher justa e no caso dos homens existir somente um?, leia este texto e descubra! (Este Texto é uma continuação do Texto "Eu Amo Maria, mas ela não era perfeita", porém, é possível compreender este texto sem necessariamente ler o texto anterior)

Para entendermos como a humanidade chegou à esta situação precisamos voltar ao “começo”, Deus a princípio criou o homem bom e quando digo homem me refiro a raça humana, tanto Adão quanto Eva eram naturalmente bons, porém algo aconteceu…
Deus permitiu que Adão e sua esposa comessem de qualquer fruto do Jardim, com exceção de um, o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, existia um forte “alerta” quanto à isto “porque no dia em que dela comeres certamente morrerás” (Gn 2:17b), era uma certeza, não era algo do tipo “no dia em que dela comeres talvez morram” e sim “certamente morrerás”, e existe ainda outro ponto muito importante sobre este versículo o “no dia”, O SENHOR Deus diz que no mesmo dia em que eles comessem do fruto morreriam, mas aqui alguns podem encontrar certas dificuldades, já que Adão e Eva ainda viveram vários anos após terem comido do fruto…

Naquele dia em que o homem e sua mulher comeram do fruto proibido eles morreram, sim a morte física também é consequência da queda do homem, mas o que ocorreu naquele exato momento foi a morte espiritual, apesar de o homem ser bom e de não ter nenhum influência interior do pecado como é o nosso caso atualmente ainda sim ele escolheu pecar e foi aí que como disse Santo Agostinho “foi pelo mau uso do seu Livre-Arbítrio que o homem o destruiu e a si mesmo também”, naquele momento de pecado o homem não somente destruiu sua vontade que antes era livre e agora passou a ser escrava do pecado mas como também destruiu a si mesmo, mas não somente isto as proporções deste acontecimento são enormes, foi aí que surgiu o famoso “pecado original”, e naquele dia não somente Adão e Eva morreram espiritualmente como também eu e você.
Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens porque todos pecaram.” (Rm 5:12)

Adão era um representante da raça humana, e sua queda não teve consequências somente para ele, e sim para toda a humanidade, todos nós pecamos e morremos naquele dia, as consequências do pecado afligiram todos nós, herdamos não somente a morte espiritual já nascendo mortos em nossos pecados e delitos como também a morte física que acontece algum tempo depois, assim como foi o caso de Adão e Eva, morrendo espiritualmente imediatamente após comerem do fruto proibido e depois de alguns anos morrendo fisicamente também.

Naquele terrível dia em que eu morri foi quando todos nós pecamos e destituídos fomos da glória de Deus (paráfrase de Rm 3:23), antes da queda o homem tinha um relacionamento fantástico com Deus mas após ela, não somente foi expulso do Jardim do Éden como perdeu esta “comunhão” que tinha com Deus quando estava dentro do Jardim, alguns tratam o fruto proibido como uma maçã como se a Bíblia afirmasse isto, mas um fato é que não é possível nem afirmar positivamente quanto negativamente qual seria a forma daquele fruto, o que se pode saber é que foi por conta dele que a humanidade chegou ao ponto citado no texto anterior de Não haver um justo sequer.

Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora.” (Rm 8:20-22)

A queda de Adão não afetou somente nós seres humanos, mas também todo o resto da criação ou como o Criador disse à Adão “maldita a terra por tua causa; (Gn 3:17)” ,ela se tornou cativa da corrupção e passou a sofrer também “gemendo e suportando angústias até agora”, foi assim também que ela se tornou hostil que passou a produzir “cardos e abrolhos”, ou de uma maneira mais “simples” foi apartir dai que surgiram as ervas daninhas, espinhos e outras coisas do tipo que dificultam o plantio, antes o homem tinha acesso a qualquer árvore que quisesse no jardim do Éden mas após a queda teria trabalho para cultivá-las e obter o seu alimento, não somente a flora foi afetada mas como também a fauna, Adão convivia tranquilamente com todos os animais no Éden mas após pecar alguns animais se tornaram hostis de tal maneira que seu convívio com o ser humano se tornou insustentável, sem contar as temíveis dores de parto pelas quais as mulheres teriam de passar, enfim uma coisa é certa aquele dia trouxe uma quantidade enorme de sofrimento para praticamente toda a criação.

No dia em que eu morri me torneio “cativo da corrupção” assim como o resto da criação, eu fui vencido pelo pecado junto com Adão e “aquele que é vencido fica escravo do vencedor.” (2 Pe 2:19), ai de nós se quando Adão e Eva sendo livres deste cativeiro voluntariamente escolheram pecar, quanto mais agora que nos tornamos escravos e como disse Santo Agostinho destruímos não somente nosso Livre-Arbítrio como também a nós mesmos, com Paulo podemos dizer “Miserável homem que sou! quem me livrará do corpo desta morte?” (Rm 7:24), Graças à Deus que assim como Paulo encontrou uma resposta para isto, nós também podemos encontrar, que é Jesus, aquele que é capaz de nos libertar deste cativeiro do pecado e nos trazer de volta à “vida”, “Graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor.” (Rm 7:25a)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Série 95 Teses, Tese 18 - Eu amo Maria, mas ela não era perfeita

Se eu te disser que mulher nenhuma presta, eu provavelmente seria taxado como louco e diversos outros tipos de coisa (principalmente por aqueles que não leem a Bíblia), mas quando eu demonstro que isto não é simplesmente uma mera ideia mim mas uma “paráfrase” de um texto bíblico as coisas mudam, foi o sábio Salomão que escreveu isto; “causa que ainda busco, mas não a achei; um homem entre mil achei eu, mas uma mulher entre todas, essa não achei.” (Ec 7:28 JFA), Salomão buscava por justos, e diz que entre todas as mulheres não achou uma sequer (ou entre tantas dependendo da versão), enquanto entre muitos homens ele achou um, essa é uma constatação bem real, por mais que Salomão vivesse ainda por mil anos ou mais ele ainda não acharia uma mulher sequer que fosse justa, a realidade é que nenhuma é, Salomão constatou neste momento a depravação do homem, e se você não entender a doutrina do Pecado Original e da Depravação Total certamente não conseguirá compreender o que ele disse, mas cal…

95 Teses para a Igreja Moderna

No Dia 31 de Outubro de 1517 Martinho Lutero fixou suas 95 Teses na porta de Catedral de Wittenberg, eram 95 pontos que ele considerava necessários e importantes para a Igreja daquela época e por isto tinha o desejo de debater sobre elas com seus opositores, enfim, este acontecimento marca o início da Reforma Protestante, e por conta de estarmos próximos do Aniversário de 500 Anos deste dia, resolvi escrever as minhas 95 Teses, abordando temas relevantes para a Igreja Moderna, cada uma delas visa corrigir erros que uma ou mais denominações não somente protestantes, como também da demais que se consideram cristãs acabam caindo nos dias de hoje.
1. Salvação não se perde.
2. Devorador é apenas um gafanhoto não um demônio, além disto ele não é culpado por você gastar mais do que deveria. 3. Todos os crentes são chamados de santos, não somente os mais ilustres deles. 4. Objetos Ungidos são apenas a versão moderna das indulgências do passado, não tendo nenhum tipo de efeito mágico miraculoso. 5.…

SGC #1 - Aprendendo com o exemplo do Jiraya

Jiraya é um dos personagens do Anime Naruto, ele é um dos 3 Densetsu no Sannin, que seria traduzido “Ninja Lendário”, um título e tanto que o coloca entre os personagens mais fortes e respeitados de sua Aldeia, mas apesar de seu importante título, a vida de Jiraya foi cheia de “fracassos” como ele percebeu pouco antes de sua morte.

Desde sua infância ele foi rejeitado por diversas vezes por sua colega de equipe Tsunade recebendo diversos foras e pancadas dela, enquanto isto seu outro amigo e colega de equipe trilhou um caminho de escuridão o qual ele não pode impedir.
Seu mentor perdeu a vida lutando contra ninguém menos que seu amigo citado anteriormente, e Jiraya foi incapaz de protegê-lo.
um de seus pupilos perdeu sua vida para proteger a Aldeia onde eles vivem e Jiraya também não estava lá para ajudá-lo, outro de seus aprendizes se tornou o líder da organização mais perigosa do mundo, foi tentando impedir que este aprendiz continuasse com seus terríveis planos que Jiraya acabou morre…